Source files of fsfe.org, pdfreaders.org, freeyourandroid.org, ilovefs.org, drm.info, and test.fsfe.org. Contribute: https://fsfe.org/contribute/web/ https://fsfe.org
You can not select more than 25 topics Topics must start with a letter or number, can include dashes ('-') and can be up to 35 characters long.

gnuproject.pt.xhtml 3.0KB

123456789101112131415161718192021222324252627282930313233343536373839404142434445464748495051525354555657585960616263646566676869707172737475767778
  1. <?xml version="1.0" encoding="utf-8" ?>
  2. <html>
  3. <head>
  4. <title>FSFE - O que é o Projeto-GNU?</title>
  5. </head>
  6. <body>
  7. <h1>O que é o projecto GNU?</h1>
  8. <div id="introduction">
  9. <div class="image">
  10. <img src="/graphics/heckert_gnu.small.png" alt="GNU head" />
  11. </div>
  12. <p>
  13. O projecto GNU foi lançado em Setembro de 1983 por Richard M. Stallman
  14. para criar um sistema operativo completo
  15. de <a href="/documents/freesoftware.html">Software Livre</a>. O trabalho
  16. de desenvolvimento de software iniciou-se em Janeiro seguinte. Hoje temos
  17. vários sistemas operativos baseados exclusivamente no Software Livre que respeitam a liberdade
  18. dos usuários dando a todos o direito de usar, compartilhar, estudar e melhorar o
  19. software para qualquer finalidade.
  20. </p>
  21. </div>
  22. <p>
  23. Stallman fundou a "Free Software Foundation" (Fundação de Software Livre) em Outubro de 1985 para
  24. suportar aspectos administrativos, legais e organizacionais do projecto GNU
  25. e também para difundir o uso e conhecimento do Software Livre.
  26. As principais licenças do projeto GNU são a "GNU General Public
  27. License (GPL)" (Licença Pública Geral) e a "GNU Lesser General Public License" (LGPL,
  28. Licença Pública Geral Menor, originalmente designada por "GNU Library General Public License"). Ao longo dos anos
  29. tornaram-se nas licenças mais utilizadas para o Software
  30. Livre.
  31. </p>
  32. <p>
  33. O projecto GNU consiste em inúmeros pequenos sub-projetos mantidos
  34. por voluntários ou empresas ou combinações destas duas. Estes
  35. mesmos sub-projetos são também designados por "GNU projects" (projetos GNU) ou "GNU
  36. packages" (pacotes GNU).
  37. </p>
  38. <p>
  39. O nome do projeto GNU é resultado do acrônimo redundante
  40. "GNU's Not Unix." O Unix era um sistema operativo muito conhecido e utilizado nos
  41. anos 80, por isso Stallman desenvolveu o GNU por forma a ser o mais compatível possível com o Unix
  42. porque assim seria vantajoso para as pessoas migrarem para o GNU. O autor
  43. reconhece que o GNU aprendeu com o projeto técnico Unix, mas também
  44. existem notas muito importantes as quais não estão relacionadas. Contrariamente ao Unix, o GNU é Software
  45. Livre.
  46. </p>
  47. <p>
  48. Sendo semelhante ao Unix, o GNU é desenvolvido por módulos. Isto significa que componentes
  49. de terceiros podem ser inseridos no GNU. Hoje em dia, é muito comum
  50. as pessoas utilizarem um "kernel" (núcleo) de terceiros designado por Linux com os sistemas GNU.
  51. Muitas pessoas utilizam o nome "Linux" para esta variante do GNU, mas isto
  52. impede que as pessoas saibam do projeto GNU e o seu propósito da
  53. liberdade do software. A FSFE pede às pessoas para utilizarem os termos "GNU/Linux" ou
  54. "GNU+Linux" quando fazem referência a estes mesmos sistemas.
  55. </p>
  56. <p>
  57. Para mais informações, ver o sítio web do projeto GNU em <a
  58. href="http://www.gnu.org">www.gnu.org</a>.
  59. </p>
  60. </body>
  61. <timestamp>$Date: 2009-07-09 10:06:27 +0200 (Thu, 09 Jul 2009) $ $Author: gollo $</timestamp>
  62. <translator>pcgaldo</translator>
  63. </html>
  64. <!--
  65. Local Variables: ***
  66. mode: xml ***
  67. End: ***
  68. -->